6 dicas para você ter um aliado nas finanças neste momento de crise

314views

Como utilizar o cartão de crédito durante a pandemia

Começamos o ano de 2020 com esperanças financeiras, já que segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) 2019 acabou com a geração de 644 mil empregos. Muitos empresários se animaram e famílias conseguiram renda.

Veja também:

  • Aumentar o SCORE
  • E a vida eterna é esta: que te conheçam a Ti, o Único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

    João 17:3

    Só que a pandemia do novo coronavírus chegou e com ela, uma crise de saúde pública mundial. Sabemos que sem saúde não há economia ou infraestrutura que se mantenha constante, então tudo o que foi construído nos anos anteriores por empresários e pessoas físicas acabou prejudicado.

    Pessoas foram demitidas e empresas fecharam. Como recomeçar quando parte da renda simplesmente some? Não é fácil conseguir uma renda extra da noite para o dia, então, a primeira alternativa é sentar e reescrever todo seu planejamento financeiro.

    Advertisement

    Podemos adiar contas básicas e excluir gastos, tudo isso já ajuda muito. O que muita gente duvida é da capacidade do cartão de crédito em organizar nossas finanças e nos trazer o fôlego necessário em momentos difíceis.

    Trouxemos algumas dicas de como utilizar o cartão de crédito da melhor forma para ganhar prazos e aproveitar para economizar. É importante, claro, usar com sabedoria, mas não será necessário cancelar todos eles.

    1 – Usando o cartão de crédito para facilitar a vida

    Ainda que você não tenha um limite alto, o cartão de crédito pode ser útil para diversas situações da vida, sejam as necessárias ou para compras esporádicas. Veja quais situações ele pode te ajudar.

    2 – Defina despesas a serem gastas

    Todos os meses, podemos definir algumas despesas para serem colocadas no cartão de crédito. Imagine que você todos os meses faz compras no supermercado, uma compra grande. Essa é uma ótima despesa a ser gasta com o cartão, não parcelada. Isso porque tudo ficará guardado no extrato e você pode se programar para um mês que não tenha recebido seu salário, por exemplo.
    Com o cartão de crédito, além de não ficar na mão, você ainda fará uma boa movimentação e saberá exatamente qual está sendo seu orçamento direcionada para alimentação da família. Assim, pode colocar tudo na ponta do lápis.

    3 – Ganhe tempo

    A vantagem do cartão de crédito é que ele te dá tempo para respirar. Caso sua renda tenha caído, coloque as compras necessárias no crédito, como o supermercado como já citamos ou compras urgentes, como remédios. Usando o cartão de crédito você pode ter chance de recuperar o dinheiro através de bicos, por exemplo.

    4 – Troque de cartão de crédito

    Caso você já tenha um cartão de crédito e ele cobre muitas taxas, é hora de continuar utilizando outro mais barato nesse quesito. Cancele o atual cartão de crédito e priorize um que tenha menos tarifas, como a anuidade por exemplo, que já economiza muito para seu bolso. Escolha um que também não tenha juros altos em caso de atraso ou saque.

    Veja →   Cashback: ganhe o dinheiro de volta

    5 – Controle de gastos

    Com tudo no extrato, é possível definir uma média de gastos e o que pode ser cortado ou não. Fica tudo na fatura do cartão de crédito, o que auxilia na organização financeira mensal. Além disso, o cartão de crédito possibilita a utilização de benefícios a longo prazo, o que também pode ser acompanhado pela fatura.

    6 – Tenha um limite de gastos

    Não adianta querer economizar sem economizar de fato. Estabeleça, sempre um limite de gastos no cartão de crédito para não se enrolar. Se possível, diminua o limite de crédito atual para que a possibilidade de gastar muito seja extinta. Lembre-se que a prioridade na hora de economizar é a consciência!

    As contas que não devem ser pagas no cartão de crédito

    Ainda que o cartão de crédito seja útil para nos tirar de alguns sufocos, não é recomendável utilizar esse limite para pagar contas básicas e mensais, como água, luz ou aluguel, por exemplo.

    Sacar o limite de crédito, por exemplo, é sempre uma dor de cabeça quando temos que repor. O juros do saque de limite é alto, e pode chegar a quase R$20,00 em alguns casos, só de taxas. Então, sacar o dinheiro para pagar as contas não será tão eficaz.

    Pagar diretamente com o limite de crédito pode até ser melhor, mas se não for frequente. Isso porque o cliente acaba se metendo em uma bola de neve sem perceber, já que sempre jogará as contas básicas para o mês seguinte.

    Então, concluímos que esse tipo de conta não é interessante utilizar cartão de crédito e podem ser colocadas como prioridade no pagamento em dinheiro ou cartão de débito. Agora, vamos mostrar o que pode ser gasto no cartão de crédito e como ele pode te ajudar no planejamento financeiro de todo a família. Dicas simples podem fazer com que você olhe o cartão com outros olhos.

    Fique calmo!

    Tudo passa, sejam coisas boas ou ruins. Sabemos que financeiramente tudo ficou mais difícil para muita gente e os hábitos tiveram que mudar. Aproveite a diminuição na renda para pensar em outras alternativas e identificar gastos que não eram benéficos para a família. É hora de ganhar tempo e também mudar os hábitos.

    Uma decisão que você pode tomar é ficar calmo antes de tomar qualquer decisão. Pense muito, não se desespere e não “detone” sua reserva de emergência, por exemplo. É hora de ter cautela e optar pelas melhores decisões na hora de gastar dinheiro.

    "Creia no senhor Jesus e será salvo tu e a tua casa!"